quinta-feira, 3 de Março de 2011

Olá!




 Nós somos três alunos do 6ºA: Alessandro, Rodrigo e Leonardo.
Esperamos que gostem deste blogue sobre o Século XIX em Portugal.

quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2011

A iluminação pública e serviços públicos

A higiene e a saúde pública melhoraram com a recolha do lixo e a instalação de redes de esgotos e de água canalizada.
Nas ruas passou a existir a iluminação pública, primeiro a gás e no final do século a electricidade.
Também para garantir a segurança da população foi criado o primeiro corpo de bombeiros e iniciado o policiamento de ruas e apareceram também os primeiros transportes públicos colectivos.Com a criação destes meios todos a vida da cidade passou a ser mais cómoda, segura e saudável.
 

A vida quotidiana nas grandes cidades

Durante a segunda metade do século XIX, a criação de muitas fábricas contribuíu para o crescimento das cidades.
As principais cidades do país, Lisboa e Porto, foram as que mais cresceram e se modernizaram, com as novas construções. Abriram-se avenidas, pavimentaram-se ruas, fizeram-se passeios e arranjaram-se jardins. Construíram novos edifícios públicos, mercados, tribunais, teatros, estações de comboio, escolas, hotéis, pavilhões de exposições.

Curiosidade das chaminés

É interessante saberes que já em 1837 e 1848 o governo aconselhava as Câmaras Municipais a não permitirem a instalação de fábricas que libertassem maus cheiros e fumos que pudessem pôr em risco a saúde da população.
Por isso as fábricas passaram a estar equipadas com chaminés cada vez mais altas.
                                                                                       Comboio a vapor de Viseu

Primeira viagem de comboio

Em 28 de Outubro de 1856 deu-se a primeira viagem de comboio em Portugal.
O comboio era puxado por uma locomotiva a vapor, na qual, o primeiro vagão transportava carvão para poder  alimentar a máquina.
No dia da inauguração - Lisboa/Carregado - como o comboio tinha pouca força para  transportar  tantas carruagens tiveram que as ir largando pelo caminho...e só chegou ao destino a máquina e uma carruagem!!
Mas que aventura!  

quinta-feira, 17 de Fevereiro de 2011

Recenseamentos, ensino e direitos humanos

  Na segunda metade do séc. XIX, houve um crescimento da população e só em 1864, no reinado de D.Luís I se fez o primeiro recenseamento da população portuguesa e, com ele, a contagem de todos os habitantes do reino. Verificou-se que a população portuguesa  se concentrava à volta das cidades mais importantes, entre as quais se destacavam as cidades do Porto e de Lisboa e que, à semelhança de séculos anteriores, o Litoral Norte de Portugal era mais povoado do que o Interior e o Sul.
  O crescimento da população deveu-se à melhor alimentação, à melhor assistência médica e à maior higiene.
  Durante este período também ocorreram importantes reformas no ensino feitas por Passos Manuel, que tornou o ensino primário obrigatorio e gratuito, aumentou o número de escolas primárias, alargou o ensino liceal(criando um liceu em todas as cidades capitais do distrito) e fundou as primeiras escolas do ensino técnico(escolas comerciais, industriais e agrícolas).
  Com estas reformas no ensino pretendia-se dar aos estudantes conhecimentos práticos e úteis que os preparassem para colaborar no desenvolvimento do Pais.
Em defesa dos Direitos Humanos Portugal aboliu a escravatura e acabou com a pena de morte e com a roda dos enjeitados.